Follow by Email

segunda-feira, 31 de março de 2008

Entre A Escassez E A Abundância


Pergunta: Eu preciso de ajuda. Tive um sonho muito claro na noite passada, e isso me levou a pensar em uma crença que está bloqueando minha criação e na qual tenho trabalhado. É algo que eu vivo todos os dias e gostaria de ter instrumentos para superar. Trata-se de acreditar que nunca há o suficiente.
Quando eu ponho a fazer os cálculos para pagar minhas contas, nunca há dinheiro suficiente. Quando meu filho me pergunta sobre sua festa e seu anel de formatura, tenho de admitir que não tenho reservas e que o que tenho não é o suficiente para os gastos extras. Então, o problema é exatamente esse. Como faço para superá-lo e seguir adiante, de outra maneira?
Abraham: Bem...Nós queremos que você saiba o quanto somos gratos pela clareza de sua comunicação, porque você está falando do que sente __ e por isso é ainda mais significativo. Agora..."nunca há o suficiente".
Comentário: É minha experiência de vida, desde que nasci.
Abraham: De fato. Ouça o poder de suas palavras.
Comentário: Eu sei.
Abraham: Você definiu perfeitamente: "Nunca há o suficiente." E justamente porque você acredita nisso, "nunca há o suficiente".
Issobasta. Não repetiremos novamente.
Agora, aqui uma ponte:
"Nunca houve o suficiente. Essa tem sido a minha experiência. mas isso foi antes de eu entender o que sei agora. Tenho certeza de que há, sim, o suficiente, porque vejo isso acontecer com outras pessoas. Eu as observo gastando dinheiro de modo que eu não posso gastar. Eu sei que há abundância de dinheiro. Sei também que encontrarei um jeito de começar a atrair isso para minha experiência de vida. Há, sim, o suficiente. Acontece que até este momento eu somente não atrai tanto, mas agora estou prestes a conseguir. Eu sei que há o suficiente. Sei que há muito mais que o suficiente.
"Sei que não existe um 'pote de ouro' em que cada um de nós mergulhe. Mas somos criadores de abundância, e o Universo suprirá tudo aquilo que é desejado por todos que assim permitirem.
"Eu vejo essa cascata de abundância sem fim, e durante a maior parte de minha vida cheguei a ela com um recipiente muito pequeno. Eu agora reconheço isso. Só aconteceu, eu agora reconheço, porque eu pegava muito pouco. Há o suficiente para todos nós. Não estarei privando ninguém se eu levar à fonte um recipiente bem grande. Portanto não é que não houvesse lá, eu somente não permitia pegar mais. Mas agora eu me permito. Estou abrindo uma grande passagem para receber a abundância.
"Embora não houvesse o suficiente no passado, haverá muito mais do que o suficiente no futuro, porque esse é meu desejo e eu sou o criador de minha experiência. Há mais que o suficiente. Há mais do que o suficiente. Há mais do que o suficiente. Há mais do que o suficiente. HÁ MAIS DO QUE O SUFICIENTE!"
E isso será seu. Você está sentindo a emoção.
Comentário: É mesmo.
Abraham: Nós também.
Comentário de outra pessoa: Eu também.
Abraham: Há também para você, e para você e para você...
Comentário : O recipiente era o problema. (Na platéia, todo mundo fala ao mesmo tempo com muito entusiasmo a respeito de levar caminhões e barris à cascata...)
Extraído do livro: "A Chave do Segredo" páginas 226, 227 e 228- Ediouro.

segunda-feira, 17 de março de 2008

A Presença


Tirado do livro "O Despertar de Uma Nova Consciência" - Eckhart Tolle
Uma mulher na faixa dos 30 anos de idade veio se consultar comigo. Enquanto ela me cumprimentava, senti o sofrimento por trás do seu sorriso educado e superficial. Ela começou contando a história da sua vida e, um segundo depois, seu sorriso se tornou uma expressão de dor. Em seguida, começou a soluçar de maneira incontrolável. Disse que se sentia solitária e insatisfeita. Acalentava muita raiva e tristeza. Quando criança, fora vítima de maus tratos infligidos por um pai violento. Logo constatei que sua infelicidade não era causada pelas circunstâncias da sua vida atual, e sim por um corpo de dor muito pesado que se tornara o filtro através do qual ela analisava sua situação de vida.Essa mulher ainda era capaz de detectar a ligação entre a dor emocional e seus pensamentos e estava identificada com ambos. Ela não conseguia ver que continuavaalimentando o corpo de dor com seus pensamentos. Em outra palavras, vivia com o fardo de um eu profundamente infeliz. De algum modo, contudo, deve ter compreendido que a origem daquilo estava no seu próprio interior, que ela era uma carga par si mesma. E estava pronta para despertar _ por esse motivo decidira ir àquela consulta.
Direcionei o foco da sua atenção para o que estava se passando dentro do seu próprio corpo e lhe pedi que sentisse a emoção diretamente, que não usasse o filtro dos seus pensamentos infelizes, da sua história triste. Ela disse que esperava que eu lhe mostrasseo caminho para sair da infelicidade, e não para entrar nela. Porém, mesmo relutante, atendeu minha solicitação. As lágrimas rolavam por sua face, todo seu corpo tremia.
_ Neste momento, o que você sente é isto _ eu disse _ E não há nada que você possa fazer nesse sentido. Mas, em vez de querer que este momento seja diferente do que é, o que lhe causa ainda mais sofrimento, consegue admitir completamente que é i9sto que você está sentindo neste exato instante?
Ela ficou calada por alguns segundos e depois respondeu com raiva:
_ Não, não quero aceitar isso.
_ Quem está falando? _ perguntei _ Você ou sua infelicidade? Consegue ver que sua infelicidade com o fato de ser uma pessoa triste é apenas outra camada de infelicidade?
Mais uma vez ela ficou calada.
_ Não estou lhe dizendo para fazer alguma coisa. Tudo o que estou pedindo é que descubra se tem condições de permitir que seus sentimentos permaneçam com você. Em outras palavras, e elas podem parecer estranhas: se você não se importar em ser infeliz, o que acontecerá com a infelicidade? Não quer descobrir?
Por uns instantes ela pareceu confusa e ficou ali sentada em silêncio por um minuto mais ou menos. De repente, notei uma mudança significativa no seu campo energético. Depois respondeu:
_ Isto é esquisito. Ainda estou infeliz, mas agora existe um espaço em volta da minha infelicidade. Ela parece ter menos importância.
Essa foi a primeira vez que ouvi alguém descrever a situação desta maneira: existe um espaço ao redor da minha infelicidade. Esse espaço, é claro, é criado quando há aceitação interior de qualquer coisa que estejamos sentindo no momento.
Não falei muito depois disso para permitir que ela vivenciasse a experiência. Mais tarde, essa mulher compreendeu o que havia acontecido. No momento em que ela interrompeu a identificação com o sentimento, isto é, com a antiga emoção dolorosa que acalentava, no isntante em que lhe dirigiu sua atenção sem tentar resistir, essa emoção deixou de ter a capacidade de controlar seu pensamento e, assim, de se misturar a uma história construída mentalmente chamada "Como Sou Infeliz".Outra dimensão havia se manifestado na sua vida e transcendia seu passado _ a dimensão da presença. Como ninguém pode ser infeliz sem uma história triste, aquilo representava o término daquele sofrimento. E também o começo do fim do seu corpo de dor. A emoção em si não é infelicidade. Apenas a emoção associada a uma história triste é infelicidade.
Depois de encerrada a sessão, foi gratificante saber que eu tinha acabado de testemunhar o surgimento da presença em alguém. A própria razão da existência na forma humana é trazer essa dimensão de consciência para o mundo. Eu também assistira a uma diminuição do corpo de dor, e não lutando contra ele, mas levando-lhe a luz da consciência.

domingo, 9 de março de 2008

Processo Criativo

"...Quando você toma uma decisão a respeito do que quer, você se transforma em um filtro e o Universo inteiro passa a trabalhar para lhe oferecer isso que está criando.
Há muitas variáveis que incidem sobre a rapidez com que esse desejo esboçado pode se concretizar. Depende... da quantidade de foco que você lhe dá, da emoção sentida naquele momento e de outros assuntos sobre os quais você pensa.
Após colocar uma criação em movimento, ela acontecerá __exceto se você se concentrar em outros pensamentos que contrariem a intenção original.
Esses outros pensamentos contrários chegam a você de várias fontes. Algumas você traz de experiências passadas, mas muitas você recebe das pessoas ao seu redor.
Obviamente, a melhor maneira de evitar a influência negativa de outros é afastar-se, fisicamente, dessa influência quando você percebe a manifestação do "sinal de alerta". Mas nem sempre é confortável fazer isso. De qualquer modo, é fundamental que você se distancie mental e emocionalmente e se concentre no pensamento sobre o que você deseja, abstendo-se de participar dessa conversa não-profícua.
...Lembre-se, contudo, de que estará criando por omissão, caso permaneça se expondo ao que lhe faz mal...
...No momento em que você entra em seu automóvel e tem a intenção de seguir em segurança, você está literalmente se protegendo do que querem outras pessoas, ou mesmo livrando-se da atitude sem foco dos que também conduzem carros, ao seu lado.
...Quando você entende a Lei da Atração, pode captar a razão pela qual cada ladrão é conduzido para sua vítima. Não é por acaso. Nem por acidente. É a Lei da Atração. E quem teme, traz para si exatamente o objeto desse temor.
...Assim, sob a Lei da Atração e do Processo Criativo, você delineará as experiências que deseja viver, afastando as que rejeita, impedindo a concretização delas __ desde que não se concentre nas mesmas. É simples.
...Não é possível criar na direção de suas intenções atuais se você mantém atitudes e costumes do passado, justamente porque foram consolidados em outro período da sua vida, quando talvez suas intenções fossem diferentes.
Muitos de seus hábitos estão vinculados a outros seres humanos com os quais compartilha sua vida presente. Você também costuma participar de conversas em que seus interlocutores falam exatamente o oposto do que você deseja para si...
...Quando você entra em casa, normalmente liga a televisão..., por costume, ouve palavras opostas ao que deseja __ atenção! porque você se integra a essas palavras por meio de seu PENSAMENTO. Assim, coloca em movimento a criação no sentido do que NÃO deseja.
Há centenas, talvez milhares de oportunidades a cada dia de criar por omissão.
...Em todos os momentos de sua vida física, muitas intenções estão presentes. Se estiverem em harmonia, tudo estará em movimento progressivo e positivo. Mas, se estiverem em desarmonia, haverá retardo na concretização ou mesmo jamais estarão em movimento para se tornarem reais, a depender do grau de desarmonia.
Seus pensamentos são voltados à sua INTENÇÃO DOMINANTE...
Se você não identificar qual é sua intenção dominante, seu poder de criação ficará difuso porque tentará criar em muitas direções __ até mesmo naqueleas conflitantes. Mas quando você identifica sua intenção dominante, seus pensamentos ficam naturalmente concentrados nela.
...A partir do instante em que você identificar suas intenções dominantes, o processo natural o direcionará para elas. Assim, você criará deliberadamente. E quando permanecer sensível ao que sente, o Sistema de Orientação que vem diretamente de seu Ser Interior o ajudará a permanecer no foco e no caminho certo."
Extraído do livro: "A Chave do Segredo" Use a Lei da Atração Para Alcançar Tudo O Que Você Quer - Jerry e Esther Hicks - Ediouro - Páginas 51 à 57
"ATÉ QUE VOCÊ INCORPORE SEU INCONSCIENTE NO PLANO CONSCIENTE, ELE VAI DIRIGIR SUA VIDA E VOCÊ VAI CHAMÁ-LO DE DESTINO" Carl Gustav Jung
EXISTE UMA PARTE SUA QUE VOCÊ NÃO TEM CONTROLE CONSCIENTE SOBRE ELA, E QUE INFLUÊNCIA GRANDE PARTE DE SUA VIDA, NO QUE VOCÊ ESTÁ MANIFESTANDO AGORA, ESSA PARTE É A SOMBRA, E TUDO QUE ESTÁ NA SOMBRA ESTÁ INCONSCIENTE PARA VOCÊ.